03/06/2013

 
Ainda bem que temos novos dias, novas portas, novas escolhas. Ainda bem que a gente tem a oportunidade de apagar as velhas histórias que não deram certo e reescrever umas outras. Ainda bem que a gente tem o direito de sonhar e sem pagar nada por isso.